fbpx

A pratica do Sagrado Masculino promove o resgate da energia masculina, há já muito tempo perdida.
 O sagrado masculino está longe de conceitos como a heterosexualidade, homosexualidade,  machismo, domínio ou superioridade sobre qualquer coisa.

O Sagrado Masculino é uma forma espiritual do homem se conectar com o grande Deus Sol.

O Sol representa a maioria dos arquétipos masculinos:deuses da guerra, da sabedoria, mensageiros, jovens, anciãos e até mesmo os guardiões do inferno.
Lamentavelmente, o homem moderno perdeu a ligação á sua essência masculina.
Este conhecimento tem raiz nas tradições xamanicas ancestrais e atualmente esta informação é praticamente desconhecida para a maioria dos homens, com isto podemos afirmar que o sistema patriarcal não prejudicou somente as mulheres e a mãe natureza, mas também o sagrado masculino. Que foi engolido pelo atual sistema consumista e doente, desta forma o homem para responder ás exigências do Capitalismo, tal como a mulher, desconeta-se dos seus ciclos e perde a noção da sua natureza espiritual e da sua ligação profunda com o universo.
O homem moderno tende a sofrer mais em silêncio do que a mulher, ele próprio se sente desligado do meio natural bem como da sua alma, mas não sente legitimidade para poder partilhar este sentimento com o exterior, porque um homem que exponha emocionalmente as suas fragilidades é tido como um  “fraco” para o Patriarcado.

Ensinaram aos nossos irmãos homens, que para serem poderosos, deverão possuir bastantes recursos financeiros ou símbolos capitalistas, a consequência deste construto foi desastrosa, uma vez que ao correrem atrás de uma ilusão o homem tornou-se lentamente mais fraco, porque deixou de conseguir ver o seu verdadeiro poder.

O cristianismo ajudou muito na “castração simbólica” tanto de homens como de mulheres, a igreja condenou os símbolos fálicos.
 O falo sagrado, passou a ser tabu para a sociedade.
O sémen sagrado, muito honrado em várias religiões ancestrais foi transformado em algo impuro e asqueroso.

Prestar culto ao Sagrado Masculino é, acima de tudo, um reencontro com o Eu interior.
É através do culto do Sagrado Masculino que o homem começa a ativar a centelha divina que existe dentro de si.
Tal como no Sagrado Feminino, no Sagrado Masculino também existem três fases de desenvolvimento do homem:

Seher (O Jovem)

  • O Jovem é um arquétipo relacionado com a energia do Louco do tarot
  • Nesta fase da vida, o homem é como o Sol da Manhã repleto de potencial e energia. 
  • É aventureiro e destemido, tem uma vontade muito grande de conhecer o mundo através da experiência, coloca a intensidade da experiência muitas vezes á frente da segurança, tem vontade de dominar e conquistar o mundo á sua volta.
  • Não quer prisões nem amarras.
  • Esta fase é acompanhada pelos arquétipos de deuses jovens como Marassa, Horus, Bellenos, Apolo, Thor, Òsògiyón, Òsóòsi, entre outros. 

Lu (O Homem)

  • Esta fase é representada pela carta numero IV do Tarot: O Imperador. 
  • Ele é o Sol do meio-dia, vigoroso e quente.
  •  Ainda é aventureiro, mas caminha com os pés bem assentes na terra.
  • Agora é muito mais realista consigo mesmo, conhece os seus limites, pensa muito nas suas escolhas e já é capaz de tecer “bons” conselhos para os mais jovens. 
  • Nesta fase priveligia a construção de estruturas sólidas, tanto no seu trabalho como na familia
  • O Seu aspeto protetor e o seu poder fálico estão no auge.
  •  Alguns deuses que regem esta fase são Hélios, Osíris, Marduk, Ògún, Sàngó, Òbalùwàiyé, Min, Gilgamesh, Dionísios, Baal, entre outros. 

Rabi (O Ancião)

  • O Ancião é representado pela carta IX do Tarot, O Eremita. 
  • Na fase do Ancião o homem é agora o Sol do final da tarde, aparentemente brando, mas que ainda queima
  •  Aqui o homem dirige-se para a noite, simbolicamente entra em contato mais profundo com as suas sombras e com o mistério da existência, começa a querer saber quem é de verdade e nesta altura da vida já conhece muito de si mesmo e da natureza á sua volta.
  •  Esta é a fase na qual o homem pode ser quem realmente é, livre e conhecedor de si mesmo
  • Torna-se mais sabio, usa a calma e o bom senso, deixa de ser domado pelos instintos primarios
  • Os deuses dessa fase são Hades, Cronos, Òsààlá, Damballa, Omolú, Uttu, Gir, Odin, entre outros. 

Assim como o Sagrado Feminino está ligado às fases lunares e aos Esbás, e o Sagrado Masculino está intimamente ligado às estações do ano e aos Sabás.

Os ciclos do sagrado masculino:

Tal como as mulheres, os homens também são cíclicos e é muito importante tanto para o homem como para a sua companheira, conhecer os seus ciclos honra-los e respeita-los.

O ciclo do homem está conectado á energia do Pai Sol, e está intimamente ligado às quatro estações do ano:

  • Primavera 
  • Outono 
  • Verão 
  • Inverno 

Primavera

  • A Primavera é a melhor altura do ano para o homem fazer mudanças na sua vida, porque é a estação mais favorável para o desabrochar das suas energias internas, esta é a época privilegiada de ressurreição de toda a natureza. 

Verão

  • E se for capaz de viver de forma fluida a sua ciclicidade interna, quando chegar o Verão, o homem sentir-se-á muito poderoso, com energia sexual ampliada e um enorme poder de sedução para conquistar a mulher amada 
  • O Verão é o ápice do poder masculino, quando ele está na sua plena forma energética.

Outono O Outono representa o recarregar das energias masculinas, ele já se doou no Verão e agora precisa de se recolher no útero cósmico afim de se proteger e de se revitalizar. 
Inverno

  • Mas com a chegada do Inverno, o homem morre e dá lugar ao poder feminino.
  •  Esse é o momento em que os homens, se recolhem ainda mais no fundo da terra, uma postura necessária para poderem resurgir novos e revigorados, graças ao poder da grande Mãe. 
  • Aqui ele deverá entrar em contato com o seu mundo interior voltar-se para o útero da mãe terra, ocupar-se com assuntos ecológicos e com a sua própria natureza, deverá pôr em causa as suas conquistas e lentamente ir tecendo novas perspetivas para o futuro, escutando-se sem interferir muito, ganhando consciência de que o Outono e o Inverno são épocas de “morte”, este tempo deve ser dedicado ás energias introspetivas, este é o tempo que o homem necessita para recuperar da Primavera e do verão. 
  • Na Primavera, graças ao poder feminino, que é infinito, o masculino renasce como uma criança, para evolui e alcançar novamente o expoente maximo no Verão. 

O Ciclo do Sagrado Masculino é anual, enquanto o Sagrado Feminino é mensal, e os dois formam a dança sagrada cósmica. 

  • O Sagrado Masculino é um culto falocêntrico, panteísta e obrigatório aos que querem unir-se à divindade. 
  • Os homens passam pelos ciclos de Nascimento, Morte e Renascimento ao longo do ano. 
  • Os ciclos masculinos são diferentes dos ciclos femininos, enquanto que a mulher tem a oportunidade de passar por um ciclo inteiro durante uma lua, já o ciclo masculino é anual. 
  • O homem que entende os seus ciclos move-se de acordo com eles, segue o fluxo da natureza e com isso obtém maiores oportunidade de concretização. 
  • Respeitando e agindo de acordo com os seus próprios ciclos, ele promove facilmente mudanças positivas na sua vida. 

Deixo aqui algumas sugestões para que o homem possa conetar-se mais facilmente aos seus ciclos.

  • É importante tanto o homem quanto a mulher conhecer os seus arquétipos e trabalhar com eles de forma consciente. 
  • As representações da divindade com energia masculina que se seguem, ajudarão o homem a conectar a sua sacralidade com a sacralidade divina. 
  • Sugiro que em cada estação o homem trabalhe com uma das forças do Deus pai

Inverno

  • Hórus (como criança) 
  • Cristo (criança)
  • Krishna (como criança)
  • Hades
  • Osíris
  • Shiva
  • Criança Solar
  • Set
  • Ull (ou Wulder)

Primavera

  • Adonis
  • Cristo
  • BrahmaDionísio
  • Eros
  • Himineu
  • Cernunnos
  • Marduk
  • Shu

Verão

  • Apolo
  • Hórus (como Falcão Solar)
  • Dagda
  • Hélio
  • Khepri
  • Lugh
  • Zeus
  • Hanumam
  • Agni
  • Cernunnos

Outono

  • Adonis
  • Dumuzi
  • Tammuz
  • Osíris
  • Merlim
  • Odin
  • Shu
  • Anúbis
  • Thot

É muito importante também que o homem honre e respeite os ciclos da sua companheira, procure conhece-los, para que possa estar em harmonia com o pai sol e a mãe terra.
Assim como as mulheres, os homens também devem ter um diário.

Diário Solar

  • Neste diário deves anotar as tuas experiências ao longo do ano
  • Divide o diário por estações
  • Coloca sempre a temperatura do dia
  • Diariamente anota através de palavras desenhos ou colagens como te sentes em relação ao teu corpo, á tua libido, a relação com as outras pessoas, como está a tua capacidade de comunicação, projetos, ideias, insights
  • Procura observar como te sentiste e que resultados obtiveste em cada estação do ano e em dias com mais ou menos sol.
  • Anota também as tuas meditações, sonhos, trabalhos com plantas de poder e tudo o que o que te liga á espiritualidade e ao poder da natureza.

Espero que este artigo te tenha sido útil, caso sejas mulher partilha este saber com os teus familiares e amigos

Que a luz do sol seja connosco
com amor
Rute Alegria

Lê o Post

índice

SUBSCREVE
Partilha Com Amigos
Pesquisa Posts

O Útero em Flôr é um blog no qual forneço “ferramentas” para o processo de desenvolvimento integral do feminino e da consciência para uma nova terra.

Este é um projeto que está aberto a todos os que sintam um chamado interior para transformar antigos construtos, transmutar sombras e conhecer melhor os seus corpos de modo a viverem uma vida plena e mais consciente.

Continua a Ler

Posts Relacionados

QUEM LUCRA COM A EXPLORAÇÃO DA NOSSA CARÊNCIA?

Ao mesmo tempo que milhares de rapariguinhas de 14 anos expõem os seus jovens corpos na montra instagram em poses dignas das antigas capas da Playboy a custo zero, a rede social Facebook censura imagens tão singelas e inocentes quanto a pele nua das costas de uma mulher em meio natural…

lê mais
Salta para

Outras Categorias

Sucesso no Amor

Fogão de Vénus

Cuidar do Útero

Sagrado Feminino

Magia das Plantas

Harmonia Interior

©2022 Rute Alegria – Todos Os Direitos Reservados